Friday, July 3, 2015

'US needs oil wars to topple Middle East chessboard': William Engdahl

Escolha Ser Positivo


Link
Uma compilação

Quando você muda a sua perspectiva, as coisas mudam.—Max Planck

*

Muitos anos atrás, cuidei de um senhor com Alzheimer.

Por mais de seis meses eu o alimentava, dava banho, vestia, fazia companhia, limpava o seu bumbum e o levava para caminhar. Eu também suportava os seus ímpetos, como, por exemplo, quando ele tentou me bater o caminho todo de volta à casa e depois me impediu de entrar e ficou rindo feito um louco (Claro! Rsrsrs.)

Eu comecei a cuidar dele porque gostei de sua esposa logo na primeira entrevista. Eu gostei muito dela como pessoa. Suas olheiras mostravam o cansaço extremo por ter que cuidar dele 24 horas por dia, 7 dias por semana. Mas puxa, quanto amor por aquele homem. Ela olhava para ele com tanta ternura! Ele nem a reconhecia, no entanto ela permanecia inabalável. Eu queria ajudá-la, por isso entrei no time.

Aprendi muito nesse período. Eu estava tão sensível que nem suportava contato físico. Mas às vezes, aquele senhor idoso só se acalmava quando alguém segurava suas mãos. Eu tinha que segurar sua mão e me retirar e encontrar um ponto de quietude no meu íntimo para energizá-lo. Só então ele sossegava.

Eu o observava passar horas olhando para fora da janela. Ele via coisas que eu não via, e eu ficava curiosa. Será que seus óculos eram mágicos e lhe permitiam ver outros mundos?

Seria possível dizer que ele sofria, mas nunca saberei ao certo, e não acho que seja o caso. Ele vivia com a cabeça em outro lugar, mas parecia feliz e saudável a maior parte do tempo.

As pessoas que realmente sofrem com esse tipo de situação são os membros da família. Os seus muitos filhos e sua esposa, uma pessoa bastante animada. Mas sofrer era uma decisão que cabia a eles, e preferiram não sofrer. Optaram por incluir o mal de Alzheimer como um fator a mais na equação de suas vidas pelo meio do qual pudessem aprender e crescer em família. Eles ficaram muito mais unidos. Viram que precisavam pedir ajuda na hora da necessidade (nesse caso estou incluída), e criar uma rede de puro amor para amparar esse homem que era tão importante na vida de todos eles.

O mal de Alzheimer foi uma tragédia, pois retirou este homem, em vida, do seio familiar. Foi uma dádiva no sentido que lhes deu a oportunidade de crescer em espírito e como família, de uma maneira que não teria acontecido de outra forma. Eram todas pessoas adoráveis.



A minha filha tem um cromossomo a mais [síndrome de Down]. Muitas pessoas gostam de dizer que ela sofre com uma doença. Não acredito que seja isso, pois não é o que ela transparece. Mas vai saber, né?

Gosto de pensar que ela é uma dissidente que desejava vivenciar o mundo de uma perspectiva diferente. Gosto de pensar que ela me empurra na direção de entender o amor incondicional. Essa menininha jamais se encaixará em uma caixa, qualquer que seja. A natureza da síndrome de Down torna o futuro um incógnito.

Preciso amá-la como ela é, neste exato momento, e no future, como quer que ele se desenrole, e aconteça o que acontecer.

Considero isso uma lição digna de ser aprendida.—Meriah[1]

*

Uma atitude de louvor ou gratidão em situações difíceis atrai o Espírito e o poder do Senhor na situação. Eleva o nosso espírito e o das pessoas ao nosso redor, pois nos ajuda a ter uma perspectiva positiva. Dá-nos fé – fé no Senhor e fé diante de circunstâncias negativas, e a fé é a vitória. Sem dúvida a fé muda a situação, mas em situações ruins muitas vezes é difícil ter fé para orar, pois nossa reação natural é se entristecer, ficar perturbado ou desanimar. Por isso o louvor é o contra-ataque a essas coisas negativas. Ele domina o nosso espírito e reação às circunstâncias, dando-nos fé, confiança no Senhor e uma energia espiritual positiva.—Maria Fontaine[2]

*

Nós sempre enfrentaremos dificuldades nesta vida. As circunstâncias nunca serão perfeitas aqui na terra, enquanto estivermos na vida física. Por isso, às vezes, somos tentados a temer e nos preocupar. Mas a maneira de superar tudo isso é olhando para Mim, concentrando-se na luz.

Concentrar-se na luz é deixar de olhar para as poças de lama dos desapontamentos, temores ou situações difíceis, e olhar para o chafariz de águas borbulhantes que é a Minha perspectiva positiva. Em vez de fazer caretas por causa da lama, venha admirar o meu espetacular chafariz. Pode contemplar as lindas cores se movimentando nas águas refrescantes, juntar as mãos e matar a sua sede. Pode tirar os sapatos e pular na água borbulhante, jogar água pra cá e pra lá, e beber à vontade.

Mantenha os olhos em Mim, lembrando-se que Eu estou no controle. Absorva as Minhas promessas por meio da leitura e meditação. Brinque alegremente na água na Minha presença, Me louvando apesar do que acontece ao seu redor. Isso é concentrar-se na luz! Jesus fala em profecia[3]

*

Tudo tem o seu lado positivo. Toda pessoa e toda situação tem algo de bom, e a maior parte do tempo não é muito óbvio. É preciso procurar, e às vezes procurar com bastante atenção. O meu velho eu estava satisfeito em se recostar e observar ao meu redor. Se eu via algo negativo, seguia meus sentimentos. Não queria procurar ou pensar muito no positivo. Era muito mais fácil relaxar e apenas aceitar o que via (geralmente o lado negativo e ruim).

Agora, quando estou diante de uma situação difícil ou de um desafio, eu penso: “O que isso tem de bom?” Por mais terrível que seja a situação, sempre posso encontrar algo de bom se parar para pensar a respeito. Tudo tem seu lado bom e ruim, e nos oferece aprendizado. Então, no mínimo, podemos aprender com as experiências ruins; mas geralmente não para por aí. Se observarmos com atenção, geralmente descobriremos algo bom e positivo sobre toda pessoa ou situação.—Dani[4]

*

A maior descoberta da minha geração é que o ser humano pode alterar sua vida se mudar suas atitudes. —William James

*

Escolher uma atitude positiva é um processo. Não é algo que se faz apenas uma vez e conta que tudo vai ser perfeito a partir daquele momento. Ainda sofreremos reveses, demoras, acidentes, frustrações, argumentos, fadiga, e medo. O segredo é a maneira como reagimos a tudo isso. Queremos deixar as situações arruinarem nosso dia, ou preferimos encarar o futuro com esperança? Temos o poder de escolher…

Ao optarmos por uma atitude positiva cada dia, na verdade estamos atraindo mais experiências positivas, e reduzindo a possibilidade de termos experiências negativas. Você talvez tenha reparado que cada experiência muitas vezes determina a qualidade da experiência seguinte, causando uma reação em cadeia em nossas vidas. Se uma coisinha der errado, pode desencadear uma série de problemas no resto do dia. Nesse contexto, é fácil perceber a força de uma atitude positiva. Em vez de deixar pequenas coisas arruinarem o nosso dia, deveríamos ignorá-las e seguir adiante sem nos deixarmos afetar.—Autor anônimo[5]

*

O coração alegre serve de bom remédio.—Provérbios 17:22[6]

Publicado no Âncora em julho de 2013. Tradução Hebe Rondon Flandoli.


[1] www.mamapedia.com/voices/the-choice-to-suffer.

[2] Publicado originalmente em fevereiro de 2007.

[3] Publicado originalmente em agosto de 2008.

[4] www.positivelypresent.com/2010/03/train-yourself-to-be-positive.html.

[5] http://www.wingsfortheheart.com/consciously-choosing-a-positive-attitude.htm.

[6] NVI.